A Fotografia

Porque cada imagem vale por mil palavras!

A minha fotografia
Nome:
Localização: Mafra, Lisboa, Portugal
mail5.gif jovitorsilva@gmail.com

Saiba mais em Temas Originais, Lda
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIÁ-LAS

quarta-feira, 16 de agosto de 2006

Sintra - Castelo dos Mouros


Pedras que falam da origem da nacionalidade

3 Comments:

Blogger Luna said...

As pedras sempre vão contando as nossas historias
beijos

8:37 da tarde  
Blogger Hilda said...

E como falam as pedras!
Eternas com suas histórias...

10:12 da tarde  
Blogger DIGNIDADE said...

Olá!
Sintra foi, de facto, habitada desde o Paleolítico Médio (Idade da Pedra Lascada) e Neolítico aos Calcolíticos (Idades dos Metais) e Idades do Bronze e do Ferro. Por lá passaram Túrdulos, Celtas, Romanos, Bárbaros, Gregos e Muçulmos (séc.VIII/IX). Por influência grega, no sèc.VI, esta região era denominada por "Promontório das Serpentes", mas mais tarde fica "Promontório Maior" ou "Olissoponense", no tempo do domínio romano. Monte Sagrado e Monte da Lua são outras designações desta vila. O toponímio Sintra, cuja versão documental mais antiga é Suntria, (poderá ostentar do indoeuropeu "sun", Sol).Assim, o nome de Sintra estará sempre associado aos cultos ancestrais desde sempre praticados em rituais ao sol e à lua.
Durante os cinco séculos de ocupação moura, Sintra caíu várias vezes nas mãos de Cristãos, como: Fernando Magno, Afonso VI de Castela, o nórdico Sigurd e, por fim, D.Afonso Henriques, em 1147, alguns dias após a reconquista de Lisboa, que lhe concedeu foral em 1154. D.Sancho I confirmou-o e em 1514, D.Manuel outorgou nova carta de foral. Aí nasceu e morreu D.Afonso V; esteve cativo, no Paço Real, D.Afonso VI; residiu (no mesmo local onde séculos antes D.Manuel I, assistiu à partida das caravelas para os Descobrimentos),no Palácio da Pena, o último rei de Portugal, D.Manuel II. A Vila foi desde cedo local de veraneio da Casa Real Portuguesa e por lá passaram grandes vultos da História e Cultura Nacionais como: D.João de Castro, D.Álvaro de Castro, Francisco de Holanda, D.Jerónimo Contador de Argote, Alfredo Keill, José Viana da Mota, Leal da Câmara, Ferreira de Castro, Frederico de Freitas, Luis de Camões, Almeida Garrett, Eça de Queiróz, Lord Byron, William Beckford e muitos outros.
Por agora já chega de tanto arrazoado.
Um bj!

11:34 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home